Brasil: 50% dos portadores de HIV/AIDS são jovens de 13 a 24 anos

 In Notícias

Cidade do Vaticano

Foi celebrado, no último sábado (1º/12), o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

A Pastoral da Aids, ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), promoveu a campanha “Aids tem tratamento. Quem ama cuida e se cuida” a fim de incentivar ao tratamento e sua adesão, como importante estratégia para a prevenção da epidemia e o autocuidado das pessoas que já vivem com HIV/AIDS, gerando bem-estar e vida com qualidade.

A propósito da campanha, nós conversamos com a Secretária Nacional da Pastoral da Aids, Ana Carolina Barbosa de Souza.

“A campanha do dia 1º de dezembro, realizou-se em todos os 17 regionais do Brasil. Várias dioceses e arquidioceses, em parceria com os programas municipais de IST/AIDS (Infecções Sexualmente Transmissíveis) iniciaram suas ações alguns dias antes, fornecendo teste HIV e convocando a população a se testar. Foram feitas ações de conscientização, informando e alertando a população sobre a infecção do vírus HIV, adesão ao tratamento, rodas de conversas, panfletagens nas principais ruas dos municípios, sensibilizações dos meios religiosos, políticos e profissionais de saúde”, disse Ana Carolina.

“Hoje, no Brasil, existem 718 mil pessoas vivendo com HIV/AIDS. Desse número 50% são jovens de 13 a 24 anos. Daí a nossa preocupação com esses jovens. Fazemos palestras nas escolas, alertando eles sobre a gravidade da doença, que uma fez infectado não existe cura. Porém, eles banalizam a doença achando que se tem tratamento então não precisa se cuidar. O trabalho dos agentes pastorais são realizados em 80 dioceses. São feitos núcleos nas paróquias para dar atendimento aos soropositivos, tendo assim uma convivência direta com eles.”

Recent Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search